Atenção: Os recados aqui publicados são de total responsabilidade de seus autores e poderão ser excluídos se conterem caráter pejorativo, ameaças ou ofensas aos visitantes também que tenham finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do portal.

Telefone Úteis

Horários de vans e ônibus

Portal do Guia, Seu Portal de Notícias e entreterimentos

Cabeçalho do site Portal do Guia aqui você vai encontrar sua logo e alguns de nossos anunciantes

Melhor portal de noticias do Maranhã e Tocantins



Senado aprova recondução de Janot, algoz dos políticos do petrolão

Comissão de Constituição e Justiça aprova recondução do procurador-geral da República ao cargo apesar das tentativas de intimidação de Fernando Collor

Fonte: VEJA

Encarregado de denunciar ao Supremo Tribunal Federal (STF) os políticos investigados por se beneficiar do petrolão, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, recebeu aval do Plenário do Senado nesta quarta-feira para continuar no cargo de chefe do Ministério Público por mais dois anos. Foram 59 votos a favor, 12 contrários e uma absenção. Antes do Plenário, Janot foi sabatinado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) em mais de dez horas de questionamentos, recebendo na ocasião 26 votos favoráveis e um contra.

A sabatina de Janot transcorreu sem grandes sobressaltos. Como era esperado, o momento mais tenso foi o embate com o senador Fernando Collor (PTB-AL), já denunciado formalmente pelo Ministério Público pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção. Mas a tentativa de intimidação do alagoano - inclusive repetindo o gesto grosseiro de xingá-lo fora dos microfones - não desestabilizou Janot, que encerrou o confronto fazendo uma defesa da Lava Jato. "Não há futuro viável se condescendermos agora com a corrupção. Não há país possível sem respeito à lei. O que tem sido chamado de espetacularização da Operação Lava Jato nada mais é que a aplicação de fundamental princípio da República: 'Todos são iguais perante a lei'. Como disse, 'pau que bate em Chico bate também em Francisco'", disse. Janot também rebateu acusações pontuais do senador: "Nego que seja vazador contumaz [de investigações]. Não tenho atuação midiática."

Rodrigo Janot afirmou durante sabatina que o país passa por um momento de apuração de "fatos graves" e disse que a sociedade tem o direito de tomar conhecimento das investigações que colocam autoridades sob suspeita. Quando tiveram início as perguntas dos parlamentares, o procurador-geral passou a tratar abertamente do petrolão, escândalo que, nas suas palavras, chegou a roubar o orgulho dos brasileiros. Janot fez ainda uma enfática defesa da delação premiada, informou que atualmente existem 28 acordos de coleboração fechados e negou que tenha feito uma espécie de "acordão" para poupar de denúncias aliados do Palácio do Planalto. Enquanto o chefe do Ministério Público sustentava abertamente a importância dos colaboradores da justiça na Operação Lava Jato, a subprocuradora-geral Ela Wiecko argumentava no Supremo Tribunal Federal (STF) que é válida a delação premiada do doleiro Alberto Youssef, o primeiro criminoso a aceitar contar detalhes do esquema do petrolão em troca de benefícios judiciais. "Posso lhe afirmar com convicção plena que não houve nenhuma seletividade ou nenhuma composição. A investigação é técnica e não se deixa contaminar por aspectos políticos", declarou.

"As pessoas me perguntam até onde vão as investigações. Não temos nenhum preconceito ou ideia preordenada de investigar um e não investigar o outro. A corrupção é inaceitável. Não se pode admitir dinheiro (...) sendo drenado para esquema de corrupção. A caneta que assina uma denúncia é a mesma que assina um arquivamento", disse Janot. Ao longo


  • GUIA COMERCIAL

    Aqui você encontra as
    melhores empresas

  • Publicidade



Nóticias do mundo e promoções

  • Mural de recados

    Mural de recados Escrever recados
    • De:

      Cidade:

    • De: Aldo

      Cidade: Maria Vicente

      Bom dia amanha bem está indo o vereador ok

    • De: Adinaldo

      Cidade: galera do vascão

      ola pessoal o vasco vai conseguir uma façanha que jamais outro time profissional conseguiu voltar a segundona pela 2º vez

    • De: Adinaldo

      Cidade: Helismar (vereador)

      Boa tarde vereador manda as cópias dos requerimentos, ou seja as matérias de sua autoria aprovada no mês de junho, para publicar no site.

    • De: Comunik

      Cidade: A quem interessar

      A empresa comunik atuando a mais de 10 anos no segmento de comunicação visual na cidade de Estreito, vem comunicar a todos os interessados profissional liberal, prestador de serviços, empresas,etc... que no mês de julho está com grandes promoções tan

Publicidade